Política de Aquisição

As formas de atualização e cronograma de expansão do acervo estão descritas na Política para Aquisição e Desenvolvimento de Acervo da Biblioteca Central Miguel Alonso.

1 Política de Aquisição de Acervo

A Política para Aquisição e Desenvolvimento de Acervo deverá ser aplicada à manutenção e à atualização do acervo A Biblioteca Central Miguel Alonso.

As coleções da biblioteca deverão estar voltadas ao atendimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão da FACHA.

Cabe a Diretoria, anualmente, elaborar Plano de Investimento prevendo destinar até 1% da receita bruta operacional da Instituição para a aquisição e atualização do acervo.  Após aprovação da receita, a Diretoria deverá destinar os recursos a serem utilizados no período, para a Biblioteca.

Para a utilização dos recursos, caberá a Biblioteca Central encaminhar ao setor de Compras a relação das obras selecionadas, a serem adquiridas a cada 6 meses, sempre no início de cada semestre.

1.1 Utilização de recursos

A utilização dos recursos, destinados à renovação anual dos títulos de periódicos, que constituem o núcleo básico das coleções da biblioteca, será efetuada pelo Supervisor da Biblioteca.

A Biblioteca Central deverá elaborar sua política interna de desenvolvimento do acervo, de acordo com as especificidades da área em que atua e em consonância com a sua Política para Aquisição e Desenvolvimento de Acervo.

O desenvolvimento e a manutenção do acervo serão de responsabilidade de cada da biblioteca, com acompanhamento do Supervisor da Biblioteca e ouvidos os especialistas da área.

Compete aos responsáveis pela biblioteca realizar avaliações periódicas dos acervos, com a finalidade de manter a sua consistência e qualidade.

A aquisição por compra, de títulos novos de periódicos só será efetuada após aprovação do Coordenador do Curso.

A aquisição de títulos de periódicos editados em mais de um suporte físico, a saber: em meio eletrônico, em papel, dentre outros, deverá ser submetida à apreciação do Coordenador do Curso a que se destina, para as definições pertinentes a essa aquisição em nível sistêmico.

1.2 Doações

As aquisições por doação, de livros e periódicos para serem aceitas, deverão seguir os critérios abaixo:

  • Publicações não comercializadas;
  • Publicações governamentais;
  • Relevância do conteúdo para a Instituição;
  • Indicação do título em bibliografias;
  • Boas condições físicas do material;
  • Língua em que está impresso.

1.3 Descarte de material

O descarte de material bibliográfico, objetivando o desenvolvimento e adequação do acervo, deverá ser realizado observando o material encontra-se:

  • Inadequado;
  • Obsoleto;
  • Inadequado para manuseio;
  • Grande número de duplicatas.

2  Política de Desenvolvimento de Acervos

Cabe a Biblioteca Central, de acordo com os recursos orçamentários, adquirir diferentes tipos de materiais, os quais deverão atender as seguintes finalidades:

  • Suprir os programas de ensino dos cursos de graduação, pós-graduação e pesquisa da Instituição;
  • Dar apoio aos programas de pesquisa e extensão da Instituição;
  • Atender o pessoal dos serviços administrativos no exercício de suas atividades;
  • Fornecer obras de informação geral em áreas de assunto não cobertas pelos programas de instrução, de pesquisa e de extensão;
  • Coletar e recuperar materiais importantes que relatem a história e o desenvolvimento da FACHA, incluindo publicações da própria Instituição, bem como materiais sobre a mesma, publicados fora da Instituição.

Os critérios de seleção, quando da formação do acervo, o material bibliográfico e multimeios deverão ser rigorosamente selecionados, observando os critérios abaixo:

Adequação do material aos objetivos e níveis da Instituição;

  • Autoridade do autor e/ou editor;
  • Edição atualizada;
  • Qualidade técnica;
  • Escassez de material sobre o assunto na Biblioteca;
  • Aparecimento dos títulos em bibliografias, catálogos e editores;
  • Preço e prazo para compra e entrega dos mesmos, mediante o orçamento prévio;
  • Língua acessível;
  • Número de usuários potenciais que poderão utilizar o material;
  • Reputação do publicador ou produtor;
  • Condições físicas do material.
  • Trabalhos acadêmicos.

As seguintes fontes para seleção poderão ser consultadas:

  • Bibliografias gerais e especializadas;
  • Catálogos, listas e propagandas diversas de editores e livreiros;
  • Guias de literatura gerais e especializadas;
  • Listas de novas aquisições e boletins bibliográficos;
  • Opinião e sugestão dos usuários.

A responsabilidade pela seleção do material a ser adquirido ficará a cargo do corpo docente, coordenador de curso, havendo também a participação do corpo discente e dos bibliotecários.

2.1 Critérios para a Seleção Quantitativa

O acervo é gerenciado de modo a atualizar a quantidade de exemplares e/ou assinaturas de acesso mais demandadas, sendo adotado plano de contingência para a garantia do acesso e do serviço.

2.1.1 – Livros

Na aquisição de livros texto (bibliografia básica) e bibliografia complementar, a quantidade de exemplares é calculada com base nas recomendações do Núcleo Docente Estruturante (NDE).  

O acervo correspondente às bibliografias básica e complementar deverá ser referendado por relatório de adequação, assinado pelo NDE, indicando a quantidade de títulos e exemplares. A quantidade indicada deverá ser compatível com o número de vagas autorizadas do próprio curso e de outros que utilizem os títulos, e a quantidade de exemplares por título (ou assinatura de acesso) disponível no acervo.

Os livros nacionais ou importados necessários à complementação e atualização para pesquisa e/ou conteúdo programático das disciplinas nas diversas áreas do conhecimento humano, bem como para o desenvolvimento de atividades administrativas, serão adquiridos no máximo 02 (dois) exemplares, exceto nos casos em que haja demanda, ou por necessidade justificada pelos solicitantes.

2.1.2 Periódicos

Com relação aos periódicos correntes impressos e eletrônicos a Biblioteca realizará, anualmente, avaliação das estatísticas de utilização, com o objetivo de colher subsídios para tomada de decisões para a renovação dos mesmos.

A listagem dos títulos, com seu respectivo uso, deverá ser analisada pelos Coordenadores de Curso, com o intuito de realizar:

  • Manutenção dos títulos já adquiridos;
  • Cancelamento de títulos que já não atendem as necessidades dos cursos, quando:
  • um novo título é mais abrangente do que o já existente no acervo da Biblioteca;
  • não mais existir interesse no título pelo Curso, por motivos devidamente justificados;
  • o título não apresenta utilização devidamente comprovada em estatística de uso;
  • existir outros motivos que o Coordenador de Curso julgar pertinente.

A inclusão de novos títulos necessários para o desenvolvimento do conteúdo programático e/ou atualização quando:

  • houver a implantação de novos cursos;
  • houver necessidade de novo título em decorrência de alteração da matriz curricular;
  • for necessário ao desenvolvimento de pesquisa desde que esteja vinculada a FACHA;
  • para o caso de periódicos eletrônicos deverá ser considerado:
  • facilidade de acesso simultâneo;
  • backup após termino da assinatura;
  • cobertura da assinatura.

No caso de cancelamento e/ou inclusão de títulos, deverá ser enviado à Biblioteca um ofício pelo Coordenador do Curso, devidamente fundamentado, para apreciação da Biblioteca Central e Diretoria.

Todos os títulos indicados para compra serão renovados automaticamente até a próxima avaliação de utilização da coleção.

Durante o ano existirá a possibilidade de inclusão e/ou cancelamento de títulos, desde que se enquadrem nos critérios já mencionados e que sejam aprovados pela Biblioteca Central.

Os periódicos de informações gerais (locais, estaduais e nacionais), revistas de caráter informativo de âmbito nacional (Veja, Isto É, etc.) e jornais (locais e nacionais) ficarão restritos a 1 (uma) assinatura.

2.1.3 Multimeios

Os multimeios serão adquiridos quando comprovada a necessidade de tais recursos para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão dentro das seguintes condições:

  • Quando os equipamentos necessários para sua utilização existirem na biblioteca ou estiverem em vias de serem adquiridos;
  • Caso haja adequação do formato físico ao conteúdo do material.

Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria e Supervisão.

3  Cronograma de Expansão do Acervo

O acervo terá sua expansão focada principalmente nas áreas de interesse dos cursos da faculdade.  Seguindo a Política para Aquisição e Desenvolvimento de Acervo, a Biblioteca Central fará a atualização dos acervos de forma periódica, procurando atualizar as coleções e fazendo sempre os ajustes necessários. 

        A expansão do acervo segue o cronograma exposto no PDI 2017-2021.

.

Metas: ampliar, qualitativa e quantitativamente, o acervo de livros, de acordo com o seguinte cronograma:

        A expansão do acervo de livros será feita levando-se em conta a aquisição e o desbastamento, fundamentais para o bom desenvolvimento das coleções.

Compete aos responsáveis pela biblioteca realizar avaliações periódicas dos acervos, com a finalidade de manter a sua consistência e qualidade.

A aquisição por compra, de títulos novos de periódicos só será efetuada após aprovação do Coordenador do Curso.

A aquisição de títulos de periódicos editados em mais de um suporte físico, a saber: em meio eletrônico, em papel, dentre outros, deverá ser submetida à apreciação do Coordenador do Curso a que se destina, para as definições pertinentes a essa aquisição em nível sistêmico.

1.2 Doações

As aquisições por doação, de livros e periódicos para serem aceitas, deverão seguir os critérios abaixo:

  • Publicações não comercializadas;
  • Publicações governamentais;
  • Relevância do conteúdo para a Instituição;
  • Indicação do título em bibliografias;
  • Boas condições físicas do material;
  • Língua em que está impresso.

1.3 Descarte de material

O descarte de material bibliográfico, objetivando o desenvolvimento e adequação do acervo, deverá ser realizado observando o material encontra-se:

  • Inadequado;
  • Obsoleto;
  • Inadequado para manuseio;
  • Grande número de duplicatas.

2  Política de Desenvolvimento de Acervos

Cabe a Biblioteca Central, de acordo com os recursos orçamentários, adquirir diferentes tipos de materiais, os quais deverão atender as seguintes finalidades:

  • Suprir os programas de ensino dos cursos de graduação, pós-graduação e pesquisa da Instituição;
  • Dar apoio aos programas de pesquisa e extensão da Instituição;
  • Atender o pessoal dos serviços administrativos no exercício de suas atividades;
  • Fornecer obras de informação geral em áreas de assunto não cobertas pelos programas de instrução, de pesquisa e de extensão;
  • Coletar e recuperar materiais importantes que relatem a história e o desenvolvimento da FACHA, incluindo publicações da própria Instituição, bem como materiais sobre a mesma, publicados fora da Instituição.

Os critérios de seleção, quando da formação do acervo, o material bibliográfico e multimeios deverão ser rigorosamente selecionados, observando os critérios abaixo:

Adequação do material aos objetivos e níveis da Instituição;

  • Autoridade do autor e/ou editor;
  • Edição atualizada;
  • Qualidade técnica;
  • Escassez de material sobre o assunto na Biblioteca;
  • Aparecimento dos títulos em bibliografias, catálogos e editores;
  • Preço e prazo para compra e entrega dos mesmos, mediante o orçamento prévio;
  • Língua acessível;
  • Número de usuários potenciais que poderão utilizar o material;
  • Reputação do publicador ou produtor;
  • Condições físicas do material.
  • Trabalhos acadêmicos.

As seguintes fontes para seleção poderão ser consultadas:

  • Bibliografias gerais e especializadas;
  • Catálogos, listas e propagandas diversas de editores e livreiros;
  • Guias de literatura gerais e especializadas;
  • Listas de novas aquisições e boletins bibliográficos;
  • Opinião e sugestão dos usuários.

A responsabilidade pela seleção do material a ser adquirido ficará a cargo do corpo docente, coordenador de curso, havendo também a participação do corpo discente e dos bibliotecários.

2.1 Critérios para a Seleção Quantitativa

   O acervo é gerenciado de modo a atualizar a quantidade de exemplares e/ou assinaturas de acesso mais demandadas, sendo adotado plano de contingência para a garantia do acesso e do serviço.

2.1.1 – Livros

Na aquisição de livros texto (bibliografia básica) e bibliografia complementar, a quantidade de exemplares é calculada com base nas recomendações do Núcleo Docente Estruturante (NDE).  

O acervo correspondente às bibliografias básica e complementar deverá ser referendado por relatório de adequação, assinado pelo NDE, indicando a quantidade de títulos e exemplares. A quantidade indicada deverá ser compatível com o número de vagas autorizadas do próprio curso e de outros que utilizem os títulos, e a quantidade de exemplares por título (ou assinatura de acesso) disponível no acervo.

Os livros nacionais ou importados necessários à complementação e atualização para pesquisa e/ou conteúdo programático das disciplinas nas diversas áreas do conhecimento humano, bem como para o desenvolvimento de atividades administrativas, serão adquiridos no máximo 02 (dois) exemplares, exceto nos casos em que haja demanda, ou por necessidade justificada pelos solicitantes.

2.1.2 Periódicos

Com relação aos periódicos correntes impressos e eletrônicos a Biblioteca realizará, anualmente, avaliação das estatísticas de utilização, com o objetivo de colher subsídios para tomada de decisões para a renovação dos mesmos.

A listagem dos títulos, com seu respectivo uso, deverá ser analisada pelos Coordenadores de Curso, com o intuito de realizar:

  • Manutenção dos títulos já adquiridos;
  • Cancelamento de títulos que já não atendem as necessidades dos cursos, quando:
  • um novo título é mais abrangente do que o já existente no acervo da Biblioteca;
  • não mais existir interesse no título pelo Curso, por motivos devidamente justificados;
  • o título não apresenta utilização devidamente comprovada em estatística de uso;
  • existir outros motivos que o Coordenador de Curso julgar pertinente.

A inclusão de novos títulos necessários para o desenvolvimento do conteúdo programático e/ou atualização quando:

  • houver a implantação de novos cursos;
  • houver necessidade de novo título em decorrência de alteração da matriz curricular;
  • for necessário ao desenvolvimento de pesquisa desde que esteja vinculada a FACHA;
  • para o caso de periódicos eletrônicos deverá ser considerado:
  • facilidade de acesso simultâneo;
  • backup após termino da assinatura;
  • cobertura da assinatura.

No caso de cancelamento e/ou inclusão de títulos, deverá ser enviado à Biblioteca um ofício pelo Coordenador do Curso, devidamente fundamentado, para apreciação da Biblioteca Central e Diretoria.

Todos os títulos indicados para compra serão renovados automaticamente até a próxima avaliação de utilização da coleção.

Durante o ano existirá a possibilidade de inclusão e/ou cancelamento de títulos, desde que se enquadrem nos critérios já mencionados e que sejam aprovados pela Biblioteca Central.

Os periódicos de informações gerais (locais, estaduais e nacionais), revistas de caráter informativo de âmbito nacional (Veja, Isto É, etc.) e jornais (locais e nacionais) ficarão restritos a 1 (uma) assinatura.

2.1.3 Multimeios

Os multimeios serão adquiridos quando comprovada a necessidade de tais recursos para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão dentro das seguintes condições:

  • Quando os equipamentos necessários para sua utilização existirem na biblioteca ou estiverem em vias de serem adquiridos;
  • Caso haja adequação do formato físico ao conteúdo do material.

Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria e Supervisão.

3  Cronograma de Expansão do Acervo

O acervo terá sua expansão focada principalmente nas áreas de interesse dos cursos da faculdade.  Seguindo a Política para Aquisição e Desenvolvimento de Acervo, a Biblioteca Central fará a atualização dos acervos de forma periódica, procurando atualizar as coleções e fazendo sempre os ajustes necessários. 

Metas: ampliar, qualitativa e quantitativamente, o acervo de livros, de acordo com o seguinte cronograma:

A expansão do acervo de livros será feita levando-se em conta a aquisição e o desbastamento, fundamentais para o bom desenvolvimento das coleções.

A expansão do acervo de livros será feita levando-se em conta a aquisição e o desbastamento, fundamentais para o bom desenvolvimento das coleções.

UNIDADE BOTAFOGO

Rua Muniz Barreto, 51
Próximo ao Metrô de Botafogo

CEP: 22251-090, Rio de Janeiro

Contato

biblioteca@facha.edu.br